Viagens personalizadas são essenciais para prosperidade do setor

//Viagens personalizadas são essenciais para prosperidade do setor

Viagens personalizadas são essenciais para prosperidade do setor

As viagems personalizadas serão o catalisador do sucesso na indústria de viagens nos próximos cinco a sete anos, de acordo com um novo estudo da A.T. Kearney intitulado de “E se? Imaginando o futuro da indústria de viagens “

De acordo com a empresa A.T. Kearney, o novo relatório indica que, a indústria do turismo, se deve preparar para lidar com a turbulência económica e política se quiser tirar o máximo proveito do futuro crescimento económico.

A economia colaborativa, a realidade virtual e a “Internet das coisas” melhoraram a experiência do turista nos dias de hoje. No entanto, os eventos geopolíticos, sociais e económicos em escala global estão a transformar e a dividir o mundo em que vivemos, o que limitará o potencial de progresso no setor do turismo, a menos que as empresas tomem ações iminentes, de acordo com o relatório.

Neste contexto, a A.T. Kearney destaca duas tendências-chave que estão a mudar o panorama da indústria do turismo e a marcar a direção para o sucesso no futuro: viagens personalizadas.
A integração da tecnologia no sector, permite a incorporação de dados de consumo e facilita o uso da inteligência artificial para entender o comportamento do turista. O que pode facilitar, numa tentativa de responder às necessidades individuais, em vez de utilizar uma abordagem mais tradicional de soluções padrão, segundo o relatório.

Por outro lado, o estudo explica que a realização de viagens sem contratempos exigirá a cooperação dos governos e o intercâmbio de dados entre as empresas: desde aeroportos e companhias aéreas até aos serviços de destino, como hotéis, restaurantes e transportes terrestres.

Com base nessas duas tendências, Amadeus e a A.T. Kearney identificaram quatro possíveis futuros cenários, em todo o mundo para os quais as empresas de turismo devem estar preparadas de forma iminente se quiserem maximizar o crescimento e o sucesso futuro.

  • O “Cenário de Picasso” que contempla um mundo fragmentado caracterizado pelo aumento do populismo e uma preocupação crescente por questões de segurança,
  • O “Cenário de Dali” que pressupõe que as atitudes sociais e a prosperidade económica criam um ambiente mais favorável para o intercâmbio de dados.
  • O “cenário Bosco” que pressupõe que os custos comerciais da indústria estão a aumentar, enquanto as empresas encontram dificuldades em cumprir uma grande quantidade de impostos, leis trabalhistas e de proteção de dados.
  • E o “Cenário de Warhol” que é caracterizado por viagens não personalizadas, sem contratempos que levam em conta as implicações do forte crescimento económico na Ásia.

“Nós acreditamos que é essencial que se avalie e se compreenda esses aspetos que continuarão a desafiar e a revolucionar o setor nos próximos cinco a sete anos, de modo que, como indústria, estamos melhor preparados para lidar com eles e, ao mesmo tempo, estimular o crescimento económico e as conquistas resultantes “, afirma o vice-presidente da estratégia corporativa, Alex Luzarraga.

2017-08-17T09:27:59+00:00 Agosto 16th, 2017|Mix2TravelPT|